Veja quando é comemorado o Dia do Publicitário e como atuam os profissionais dessa área!

O publicitário tem grande importância dentro para a empresa, sendo um dos responsáveis pelas estratégias de captação de clientes. Confira mais detalhes sobre a data criada para homenagear esses profissionais!

Para crescer, as empresas precisam divulgar sua marca, produtos e serviços, ou seja, precisam de um profissional com muito talento para atrair e fidelizar clientes, seja nas mídias offline ou online. Por ser de grande importância para o mercado, nada mais justo do que ter uma data só para ele: o Dia do Publicitário.

Mas, afinal, quando é comemorado como surgiu essa data? Tire essas e outras dúvidas com o artigo que preparamos para você. Aproveite a leitura e entenda melhor sobre as possibilidades de atuação do publicitário e como está o mercado de trabalho para essa área!

Quando se comemora o Dia do Publicitário?

O Dia do Publicitário é comemorado em 1° de fevereiro no Brasil, sendo, portanto, a data escolhida para homenagear esses profissionais e destacar a relevância do seu trabalho.

É importante destacar que a carreira também é lembrada no dia 4 de dezembro, quando se comemora o Dia Mundial da Propaganda.

Porém, é uma data que se volta mais para o mercado, quer dizer, pela relevância dessa atividade para as empresas, diferentemente do dia 1° de fevereiro, que é focado mais no profissional de publicidade e propaganda. 

CAMP 2023 HOME GRAD UNINASSAU 2 1 | dia do publicitário

Como e quando surgiu o Dia do Publicitário?

O dia 1° de fevereiro foi escolhido para ser o Dia do Publicitário, pois foi nesta data, em 1966, que o Decreto de Lei nº 57.690 regulamentou a carreira no Brasil. Na verdade, foi um decreto que regulamentou a execução da Lei 4.680, de 18 de junho de 1965, que instituiu a profissão de Publicitário e Agenciador de Propaganda.

Qual a importância desta data para os publicitários?

o Dia do Publicitário é uma data que deve ser celebrada para lembrar que esses profissionais têm grande relevância para as empresas, exigindo bastante conhecimento do mercado, amplo repertório cultural e, acima de tudo, criatividade para fazer uma campanha que tenha bons resultados.

Por tudo isso, é uma carreira que precisa ser mais valorizada, tanto em agências como nas empresas que contratam esses serviços, visto que a publicidade é uma grande impulsionadora de diferentes negócios no mercado.

O que faz um publicitário?

Quem escolhe fazer a graduação de Publicidade e Propaganda conta com a versatilidade dessa carreira, que permite atuar em diversos segmentos. Veja a seguir!

Atendimento

Os publicitários que ficam na parte de atendimento fazem o meio de campo entre a agência e a empresa atendida. Assim, ficam responsáveis pelos contatos, coleta de informações, criação de briefings, reuniões, entre outras funções.

Mídia

É a área na agência que verifica quais mídias são mais adequadas para determinada campanha, como emissoras de TV, rádio, jornais, revistas, redes sociais, sites, entre outras. Assim, o profissional estuda qual é o melhor veículo e horários, e faz a negociação de valores dessas inserções.

Criação

É o segmento da publicidade em que o profissional trabalha na criação das campanhas, envolvendo, portanto, arte e redação (textos e roteiros) de anúncios e peças. Assim, geralmente, há um coordenador dessa área na agência, como um diretor de criação.

Pesquisa de público

A publicidade precisa “conversar” com o público, por isso, nas agências, existe a parte que faz essa pesquisa para entender quem são as pessoas consumidoras da marca, o que elas desejam, quais são suas necessidades, entre outros aspectos.

Social Media

É um dos segmentos que mais cresce dentro da publicidade devido à popularização das redes sociais. Assim, nessa área, temos o publicitário (que pode trabalhar como freelancer ou em agências) que gerencia as contas digitais das empresas, propondo estratégias, criando conteúdos e fazendo a interação com o público.

Atuação como freelancer

Quem quer ter mais flexibilidade para atuar na publicidade pode ser freelancer, trabalhando na área de redação, especialmente na web, design ou social media.

Empreendedorismo

Quem gosta da parte de gestão pode abrir a própria agência de publicidade. Mas é preciso ter a habilidade de liderar sua equipe e ficar responsável por captar clientes.

Como está o mercado de trabalho de publicidade e propaganda?

Como você viu, há diferentes oportunidades para quem tem o curso superior de publicidade e propaganda, tanto dentro de agências, como na atuação como freelancer ou como empreendedor. É possível ainda trabalhar dentro de grandes empresas que contam com um departamento próprio de marketing.

Para se destacar, é importante ficar antenado em relação às novas mídias e aspectos culturais para que você possa criar materiais ou propor estratégias que “falem a mesma língua” do público. Quanto à remuneração, a média salarial na profissão é de R$ 3.535,62.

Gostou de saber que 1° de fevereiro é comemorado o Dia do Publicitário? Se você é comunicativo e gosta de trabalhar com criatividade pode se dar bem nessa carreira, que oferece diferentes segmentos de atuação!

E se ainda está na dúvida sobre qual profissão seguir, confira a lista de cursos da UNINASSAU e escolha a graduação que é a sua cara!

Outras dúvidas sobre o Dia do Publicitário que podem ajudar 

  1. Quem faz Publicidade e Propaganda pode trabalhar onde?

    Pode trabalhar em agências (atendimento, criação, mídia, pesquisa de público), como empreendedor (abrindo uma agência) ou como freelancer (redator, design ou social media).

  2. Quanto ganha um formado em Publicidade e Propaganda?

    O recém-formado em publicidade pode começar ganhando cerca de R$ 1.400,00, mas o valor pode sofrer alterações de acordo com a cidade de atuação e porte da agência.

  3. Quanto é o salário de um publicitário?

    A média salarial do publicitário no Brasil é de R$ 3.535,62 para uma jornada de 42 horas semanais.

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade