7 dicas para criar uma rotina de estudos

Os estudantes buscam desenvolver uma rotina de estudos para alcançar bons resultados. Mas, pode surgir a seguinte dúvida: como estudar de maneira organizada?

A maioria dos estudantes buscam desenvolver uma rotina de estudos para alcançar resultados satisfatórios. No entanto, no meio do caminho pode surgir a seguinte dúvida: como estudar de maneira organizada? 

O primeiro passo é pensar em métodos de organização para determinar um planejamento que seja realmente eficaz e aplicável a sua rotina.  

O conceito básico é pensar como organizar a rotina de estudos para que seja produtiva sem ser exaustiva e desgastante. 

Pensando nisso, trouxemos 7 dicas de estudo e organização para que você consiga entender como criar uma rotina de estudos. 

Ficou interessado? Então, confira agora mesmo. Boa leitura!  

1. Defina a duração do período de estudo

O exercício regular realmente ajuda a sua concentração durante o estudo. 

A melhor maneira de estudar é se concentrar por 40 a 90 minutos e, em seguida, fazer um intervalo de 10 minutos para fazer algum tipo de exercício.  

Cada aluno passa muito tempo estudando e quase todos gostaria que seus estudos fossem mais eficientes. 

Nesse sentido, evite pausas muito longas. 40 minutos de estudo e depois um intervalo de meia hora não são eficazes porque você sai totalmente do fluxo. 

É claro que você precisará de uma pausa mais longa uma ou duas vezes por dia para almoço e janta, mas as outras pausas devem ser muito mais curtas. 

Porém, existem algumas ressalvas, pois o fato é que para 1 hora de estudo por dia, os alunos absorvem muito mais do que 5 horas de estudo contínuo.  

Aliás, depois de nos concentrarmos na mesma atividade por um certo tempo, nosso cérebro tende a perder o foco e precisa de algum tempo de descanso para se reorientar.  

Além disso, durante cada intervalo de tempo, o cérebro usa esse período para processar informações, portanto, quando você voltar ao assunto mais tarde, estará bem mais preparado para continuar os estudos.  

Por fim, se você estudar tudo em um dia e depois não olhar para esse tópico pelo resto da semana, seu cérebro vai entender que isso não é importante para você e apagar a informação de sua memória. 

O ideal é definir horários coerentes para impactar positivamente na sua produtividade durante a rotina de estudos

2. Agende o horário de estudo

Definir horários restritos para estudar é um bom caminho a seguir. É muito difícil ser disciplinado sobre esse tipo de cronograma, então provavelmente você precisa de alguém para ajudá-lo a manter a rotina que estabeleceu. 

Nesse momento, você deve estar se perguntando: como montar um cronograma de estudos? 

De modo geral, planejar um cronograma de estudos é simples, basta apenas estabelecer as etapas dos métodos de organização.  

Nossa ideia é colocar o que aprenderemos nas próximas horas, depois nas próximas semanas e, finalmente, nos próximos meses.  

Para poder fazer seu cronograma, você deve determinar o tempo de estudo e outras atividades como higiene pessoal, alimentação, descanso, atividades esportivas, dentre outras.  

Nesta fase da organização, existem muitos recursos gratuitos e disponíveis na internet com esse propósito.  

Nesse sentido, você pode adicionar as informações em um aplicativo para celular e expressar as tarefas que você precisa concluir com gráficos coerentes e fáceis de editar para que você consiga atingir seus objetivos. 

Outras estratégias para ajudá-lo a cumprir sua programação: você pode colocar um lembrete no telefone para alertá-lo na hora de estudar ou pode escrever os horários que definiu para o estudo acima de sua mesa. 

Você pode tornar os estudos um pouco mais fáceis em outras ocasiões, quando não tiver tanta energia ou foco no momento. 

Certifique-se de tornar seus estudos mais desafiadores quando estiver mais alerta e com mais disposição.  

3. Defina uma lista de suas tarefas

É importante escrever uma lista de todas as coisas que você precisa estudar.  

Nesse sentido, planeje com cuidado e seja muito específico nesta lista. 

Então, em vez de adicionar “estudar para o vestibular“, escreva algo específico, como, por exemplo “leia as páginas 30-50 do conteúdo de ciências humanas”.  

Desenvolver essa visão no momento de definir os métodos de organização garante a certeza de como estudar de forma mais eficiente. 

Isso significa que adotar essa lista promove uma organização de estudos que permitem que o estudante entenda como organizar a rotina de estudos. 

Por fim, ao realizar cada tarefa, marque na lista como concluída. 

4. Otimize o estudo antes das provas

Todo mundo diz a você para controlar o ritmo de seus estudos ao longo do ano e não esperar até o final do ano para tentar encaixar tudo em um par de semanas de estudo intenso.  

Embora você deva estudar durante todo o ano, a verdade é que estudar intensamente quando as provas se aproximam realmente funciona. 

Uma explosão extra de estudo intenso antes das provas o ajudará a se lembrar muito mais daquele conteúdo específico.  

No geral, o conteúdo está fresco em sua mente quando você estuda o material antes de suas provas. 

Além disso, algumas semanas antes das provas, você precisa realmente mudar sua vida e se tornar mais dedicado.  

Não saia com muita frequência, pare de buscar distrações que consomem seu tempo todo e modifique outras coisas em sua vida que você normalmente faz. 

Pense o seguinte: o recomendado aqui não é se tornar um eremita, mas otimizar seus estudos de forma que você consiga se isolar de maneira a obter mais concentração para a organização de estudos. 

Você pode estudar muitas horas todos os dias (inclusive nos finais de semana), e isso o ajudará muito a obter bons resultados nas provas. 

Se você deixar os estudos para o último minuto (alguns dias antes da prova), será tarde demais. 

Uma maneira poderosa de evitar que os estudos fiquem para o último minuto é realmente planejá-lo com antecedência.  

Defina um prazo de 2 ou 4 semanas antes da prova começar. 

A partir desse momento, estude bastante para ter tudo completo.  

Porém, certifique-se de não fazer dessa explosão de última hora de estudar uma desculpa para não fazer nada pelo resto do ano! 

Banner para artigo Ebook Cronograma Uninassau 1280 x 340 px 1 | rotina de estudos

5. Observe a sua alimentação

Comer alimentos açucarados em excesso pode ser prejudicial para a concentração.  

O ideal é optar por alimentos mais saudáveis que estimulem as capacidades cognitivas e sejam bastante nutritivos. 

Dessa forma, alimentos que sejam fonte rápida de energia, mas que tenham a absorção lenta e prolongada, rico em fibras, são essenciais. 

Listamos a seguir alguns alimentos que contribuem para a concentração e a performance dos estudantes na rotina de estudos. Confira: 

  • Aveia; 
  • Arroz;  
  • Soja;  
  • Fígado;  
  • Peixe;  
  • Ovo;  
  • Queijo;  
  • Castanhas;  
  • Soja;   
  • Leite; 
  • Iogurte. 

Vale destacar que muitos estudantes são adeptos do café para aumentar a produtividade e despertar em momentos de preguiça ou sono. 

De modo geral, o café não é ruim para a sua concentração, mas é recomendado que você beba ocasionalmente e em horários específicos. 

Isso é essencial para não ter o sono prejudicado, garantindo que você consiga dormir bem para ter mais disposição na hora de estudar. 

6. Organize a rotina de estudos para dormir bem a noite

De modo geral, seu cérebro precisa dormir para se recuperar e para ajudar a lembrar as informações de forma mais eficaz. 

A maioria das pessoas precisa de pelo menos 8 horas de sono por noite. 

No entanto, a vontade de dormir menos para ter mais tempo para estudar é uma atitude compreensível, mas pode ser muito prejudicial.  

Aprender por algumas horas extras não significa aprender mais, ou seja, a qualidade do sono é muito importante para uma melhor absorção do conteúdo e bons resultados nas provas. 

A falta de sono é um dos fatores de estresse e irritabilidade que prejudica muito a capacidade de concentração e raciocínio.  

O cérebro das pessoas que dormem bem pode receber novas informações e lembrar-se delas com mais facilidade.  

Algumas pessoas se recuperam após seis horas de sono, enquanto outras dormem oito horas ou mais. Tudo depende do corpo de cada um.  

De maneira geral, os estudantes devem perceber isso naturalmente. A criação de uma rotina de estudos permite que seu corpo entenda e se acostume com esse tempo precioso para os alunos. 

A dica então é que você determine o horário ideal com base no ritmo do seu corpo, incluindo outros fatores de disponibilidade e tempo. 

7. Escolha com cuidado o que você faz durante o descanso

Relaxar a mente é importante durante os intervalos de estudo, mas a TV, os videogames e outras atividades não permite que você relaxe adequadamente. 

Muito pelo contrário, eles podem estimular a distração e consequentemente a vontade de não voltar a estudar naquele momento. 

Considere então como fator importante o exercício regular. Se você estiver estudando por 50 minutos, faça um intervalo de 10 minutos.  

Assistir algo rápido de maneira consciente pode ser uma alternativa, mas considere fazer 10 minutos de exercício para flexionar o corpo.  

Pode ser uma corrida rápida, alguma aeróbica ou qualquer outro exercício que você goste de fazer, mas faça algo rápido e realmente satisfatório.  

O exercício deixa sua mente relaxada e ajuda você a se concentrar melhor. 

Agora que você já sabe como criar uma rotina de estudos, entre em contato conosco agora mesmo para receber nossas dicas exclusivas! 

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade