Projeto Bike Sem Barreiras: Saiba o que é e como se inscrever!

A seguir, veja como funciona o Projeto Bike Sem Barreiras e participe dessa importante iniciativa de inclusão social!

Pessoas com deficiência que são amantes de bicicletas e têm o desejo de continuar pedalando, mesmo com as limitações, podem fazer parte do Projeto Bike Sem Barreiras.

Essa é uma iniciativa criada especialmente para democratizar essa prática, implantando a acessibilidade e inclusão social, para facilitar a vida dessas pessoas e possibilitar que elas tenham os recursos necessários para se manterem ativas.

A seguir, falamos mais sobre esse projeto, sua importância e benefícios para a sociedade, além de mostrar como fazer a inscrição. Ficou interessado e quer participar? Então, continue com a gente e boa leitura!

O que é o Projeto Bike Sem Barreiras?

O Projeto Bike Sem Barreiras é uma iniciativa da Uninassau que tem o objetivo de promover a integração das pessoas com deficiência nos espaços públicos, por meio de bicicletas adaptadas para quem tem necessidades especiais.

Isso possibilita que esse grupo vivencie e desfrute de toda a experiência ciclística, por meio da mobilidade e dos modelos de bicicletas disponíveis.

Por que o Projeto é tão importante?

Além de contribuir para o lazer, esse projeto é de suma importância para as pessoas com deficiência se sentirem capazes de realizar atividades físicas.

Vale destacar que essa inclusão tem como principal objetivo potencializar as ações de acessibilidade em diversas perspectivas.

Isso porque, na medida em que mais pessoas são alcançadas, mais o projeto se consolida, conseguindo expandir sua atuação na sociedade e incentivando a criação de outras ações sociais voltadas a esse grupo.

Quem pode participar do Projeto Bike Sem Barreiras?

O Projeto Bike Sem Barreiras é voltado para pessoas com deficiência que têm mobilidade reduzida, deficiência visual e autismo.

Esse público pode se beneficiar das atividades idealizadas pelo projeto e utilizar as bicicletas disponibilizadas nos locais de uso.

É importante ressaltar que essa ação não promove qualquer tipo de distinção de classe social, promovendo a igualdade em todos os sentidos.

Quais os modelos de bicicletas adaptadas?

O Projeto Bike Sem Barreiras oferece modelos específicos de bicicletas adaptadas para atender as pessoas com deficiência. Confira:

Handbike

Esse modelo de bicicleta permite que a própria pessoa com deficiência pedale por meio das mãos, pois a propulsão é na parte superior.

O ideal é que elas exerçam força nos braços, tendo em vista que essa é uma bicicleta mais pesada, semelhante a um triciclo.

A bike é composta por uma cadeira, três rodas e um guidão que permite os movimentos necessários para se locomover com ela.

Bike Dupla

A bicicleta dupla é comumente utilizada pelas pessoas que têm algum tipo de deficiência visual, sendo guiadas pelos seus acompanhantes. 

Nesse modelo, uma pessoa vai na frente, guiando a pessoa com deficiência visual que fica na parte de trás pedalando ao mesmo tempo.

Embora o guidão de trás seja fixo, a sensação de pedalar e conduzir a bicicleta é a mesma da pessoa que está responsável por guiar a bike dupla.

The Duet

O modelo The Duet consiste numa bicicleta adaptada com uma cadeira de rodas no lugar da roda dianteira, específica para pessoas que possuem tetraplegia ou deficiência múltipla, suportando até 120 quilos.

Neste modelo, os alunos do curso de Fisioterapia da Uninassau conduzem essas pessoas com um modal atrás da bicicleta, onde ficam os pedais.

Como se inscrever no Projeto?

A inscrição para o projeto não exige agendamento prévio, basta que a pessoa interessada se apresente no local mais próximo da cidade onde mora.

Considerando que os dias variam entre alguns estados, é normal que ocorra em horários ou dias diferentes.

Para te ajudar a saber se esse projeto está acessível para sua região ou proximidades, listamos os locais de atuação do Projeto Bike Sem Barreiras e os horários disponíveis. Veja, a seguir!

Veja o endereço e horário do Projeto Bike Sem Barreiras

Fique por dentro dos horários e confira qual local é mais próximo da cidade onde você mora:

Recife: Todos os domingos.  

Av. Rio Branco, esquina com a Alfredo Lisboa, Marco Zero  

Salvador: Quinzenalmente a partir do dia 7 de maio. 

Parque da Cidade Joventino Silva, Av. Antônio Carlos Magalhães, s/n, Itaigara  

João Pessoa: todos os domingos. 

Parque Sólon de Lucena, Centro  

Fortaleza: Quinzenalmente, aos sábados.  

Beira mar, 805, Praia de Iracema 

Manaus: Quinzenalmente, aos domingos no horário das 8h às 12h. 

Praia de Ponta Negra, Av. Cel. Teixeira, Ponta Negra  

Rio de Janeiro: Projeto tem retorno previsto para o próximo semestre, mas ainda não tem data definida. 

Praia do Flamengo, posto 3 

Como você pôde ver, o Projeto Bike Sem Barreiras é um serviço que procura dar mais opções de lazer para quem tem necessidades especiais, acolhendo-os e ajudando a promover a acessibilidade e inclusão dessas pessoas em locais públicos.

Gostou desse artigo? Então, compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais e ajude a divulgar as ações do Projeto Bike Sem Barreiras! 

Perguntas frequentes

  1. Qual o tempo de duração do passeio?

    O passeio nas bicicletas adaptadas tem um tempo médio de 15 minutos. Mo entanto, pode variar conforme a quantidade de pessoas no local.

  2. A pessoa precisa ser aluna da Uninassau?

    Não. O projeto é aberto para todas as pessoas com deficiência, que tenham interesse em realizar atividade ciclística de forma adaptada.

  3. Os encontros são acompanhados por profissionais de saúde?

    Sim. Além de profissionais de saúde, os professores e alunos de Fisioterapia da Uninassau ficam à disposição para garantir todo suporte necessário.

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade