Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos: saiba quando é comemorado e qual a relação dos brasileiros com essa arte!

As HQ’s são famosas no Brasil e conquistam público de todas as idades. Portanto, nada mais justo do que uma data para homenagear tanto os artistas quanto os fãs dessa arte. Veja quando é comemorado o Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos!

Um jeito descontraído de acompanhar uma narrativa: assim são as histórias em quadrinhos ou HQs, um formato que conquista público de diferentes idades. Aliás, existem personagens tão cativantes das tirinhas, que acompanham os fãs desde a infância.

Devido à relevância desse formato de contar histórias, existe até mesmo o Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos. É, portanto, uma data para reconhecer o valor dessa arte e sua importância não só no Brasil, mas também no mundo.

Quer conversar melhor sobre o assunto? Vem com a gente para entender o que são histórias em quadrinhos, sua origem, os tipos de HQ e muito mais! 

Quando se comemora o Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos?

Assim como existe o Dia do Leitor, temos o Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos, comemorado em 30 de janeiro. A data foi escolhida por ser neste dia que tivemos a primeira HQ no Brasil: As Aventuras de Nhô-Quim ou Impressões de uma Viagem à Corte, de Angelo Agostini, de 1869. É a trama de um personagem caipira que vai se aventurar no Rio de Janeiro.

É interessante ter um dia no calendário para lembrar as histórias em quadrinhos, uma forma criativa de literatura que, muitas vezes, torna-se responsável por estimular as crianças para o hábito da leitura, devido ao seu caráter lúdico de narrativa, unindo textos e desenhos.

CAMP 2023 HOME GRAD UNINASSAU 2 1 | dia nacional das histórias em quadrinhos

O que são histórias em quadrinhos?

As histórias em quadrinhos são narrativas visuais, na qual a trama discorre por uma sequência de quadros, cada um retratando uma cena. Elas propiciam uma leitura dinâmica e podem explorar diferentes gêneros, como comédia, aventura, ficção, terror, fantasia e romance.

Qual a origem das histórias em quadrinhos?

As histórias em quadrinhos no formato ao qual estamos acostumados surgiu nos Estados Unidos. A primeira HQ do mundo é Yellow Kid, de autoria de Richard Felton Outcault, publicada em jornal em 1843. Ela conta a história de um menino que veste um pijama amarelo e vive nos guetos de Nova Iorque.

Esse formato de narrativa pode vir em jornais impressos ou em publicações próprias ou gibis (como são chamadas essas revistas no Brasil). E é claro que as HQs também entraram na onda da tecnologia e hoje podem ser acompanhadas no modelo digital, inclusive em apps específicos para esse estilo de narrativa.

Como se caracterizam as histórias em quadrinhos?

As histórias em quadrinhos são um tipo diferenciado de narrativa: têm um caráter visual, além de ser caracterizada por alguns elementos, como:

  • balão de diálogo — é a forma de comunicar a fala dos personagens, podendo transmitir indicar sussurros (balão tracejado), pensamento (balão em formato de nuvem), gritos (balões com pontas e traços mais fortes);
  • onomatopeia — figura de linguagem para representar sons, como tic-tac (relógio), cabrum (trovão), boom (explosão), splash (quando alguém ou algo cai na água);
  • elipse — é o espaço vazio que aparece entre os quadros. Também chamado de sarjeta é um recurso que faz o leitor imaginar qual será a próxima cena;
  • figura — é o desenho dos personagens, que aparecem estáticos, mas que ganham movimento com a sequência de quadros da narrativa.

Tipos de histórias em quadrinhos

As narrativas das HQs podem ser de super-heróis, personagens infantis, satíricas, de fantasia e até mesmo de adaptação de obras literárias. Os tipos de histórias em quadrinhos são:

Cartum

Em um único quadro, traz um desenho (com ou sem balões), que utiliza o humor para fazer críticas acerca de um contexto ou situação atemporal. Logo, um leitor pode reconhecer a crítica abordada no cartum mesmo anos depois.

Charge

São as histórias em quadrinhos que também usam o humor e têm caráter crítico, exigindo que o leitor conheça o contexto político ou social abordado. Assim, é preciso estar a par dos acontecimentos atuais para entender o sentido.

Tirinha

Comum em jornais, é um tipo de HQ mais curta, ou seja, com poucos quadros que contam uma história.

Mangá

É a HQ japonesa, lida da esquerda para a direita, e que tem personagens com traços expressivos (olhos grandes) e histórias longas, com revistas que trazem capítulos de uma narrativa.

Graphic Novel

São as histórias em quadrinhos para adultos, com narrativas de romance que são longas, densas e apresentadas no formato de livro.

As histórias em quadrinhos no Brasil

Como você viu, no Brasil, a primeira HQ é a do personagem Nhô Quim, que surgiu em 1869 com o talento de Angelo Agostini. Anos depois, em 1905, tivemos a primeira revista em quadrinhos infantil, O Tico-tico, de Luiz Bartolomeu de Souza e Silva.

Já o primeiro gibi colorido foi a A turma do Pererê, de 1960, de Ziraldo, que trazia personagens do nosso folclore. Depois, em 1963, tivemos o lançamento da Turma da Mônica, do cartunista Mauricio de Sousa, com personagens e histórias que ganharam o Brasil e diversos países.

Em 2011, a HQ Daytripper, de autoria de Fábio Moon e Gabriel Bá, ganhou o Prêmio Eisner, considerado o Oscar dos quadrinhos. 

E, mais recentemente, em 2022, Mike Deodato Jr. e Fido Nesti também foram premiados por seus trabalhos Nem todo Robô e George Orwell’s 1984: The Graphic Novel, respectivamente.

As histórias em quadrinhos no mundo

No mundo, os destaques são para as HQs de heróis, como os das editoras norte-americanas Marvel (Homem-Aranha, Homem de Ferro, Thor, Hulk, entre outros famosos) e DC Comics (Batman, Superman, Mulher-Maravilha, Flash, Lanterna Verde, entre outros).

É preciso destacar As Aventuras de Tintim, de 1929, do belga Georges Prosper Remi (Hergé), com a trama de Tintim, um repórter e aventureiro.

Temos ainda a personagem Mafalda, criada em 1964, pelo cartunista Quino, na qual a garotinha apresenta reflexões bem-humoradas sobre o contexto mundial. 

Mais um destaque é a HQ Calvin and Hobbes (Calvin e Haroldo), de 1985, do norte-americano Bill Watterson, que traz as aventuras do menino e seu tigre de pelúcia.

Como é a profissão de quadrinista?

O Brasil tem quadrinistas de sucesso, como Maurício de Sousa, Ziraldo, Angeli, Laerte, Glauco, Henfil e outras personalidades. Mas, afinal, como é a carreira nessa área? 

Quem tem talento e criatividade para criar desenhos e roteiros pode se tornar um quadrinista, fazendo parte de editoras nacionais e internacionais ou começando com produções independentes, apresentando suas criações em um blog, por exemplo.

Para se destacar, é interessante estudar artes, o estilo de narrativa das HQs e sua linguagem e ler bastante para aprender sobre gêneros textuais e ter repertório para criar roteiros envolventes.

Quais os quadrinhos mais famosos do Brasil?

No Brasil, temos HQs de sucesso, como:

  • O pererê, de Ziraldo (1960);
  • Turma da Mônica, de Maurício de Sousa (1963);
  • Menino Maluquinho, de Ziraldo (1980);
  • Los 3 Amigos, de Glauco, Laerte e Angeli (1987);
  • Daytripper, de Fábio Moon e Gabriel Bá (2010).

Como é a relação dos brasileiros com as histórias em quadrinhos?

O brasileiro é fã de quadrinhos, especialmente das tramas de super-heróis e de personagens infantis, como os da Turma da Mônica. No país, as HQs como crítica política também são fortes, com destaque para Henfil (década de 1970) e Laerte (anos 2000).

Por aqui, em 2020, o gênero literário passou da quinta para a segunda posição em vendas (perdendo apenas para os romances), segundo pesquisa da Gfk, empresa que faz estudos de mercado.

Agora você já sabe que em 30 de janeiro é celebrado o Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos, uma data dedicada a homenagear um estilo de leitura com narrativa dinâmica e que atrai o interesse de diferentes públicos.

Gostou de saber o que são as HQs, suas principais características e conhecer personagens marcantes? Então, mostre este artigo para os seus amigos, compartilhando-o em suas redes sociais!



Outras dúvidas sobre o Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos

  1. Qual a HQ mais vendida no mundo?

    A HQ mais vendida no mundo é Supeman, da DC Comics, com mais de 600 milhões de cópias em circulação.

  2. Qual a HQ mais cara da história?

    Até então, a HQ mais cara é a edição Amazing Fantasy #15, da Marvel Comics, leiloada por aproximadamente 3,6 milhões de dólares no evento Heritage Auction’s Signature Comics & Comic Art, que ocorreu em setembro de 2021.

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade