O que é Business Intelligence?

As mudanças tecnológicas transformaram a nossa maneira de se comunicar, de se relacionar e até mesmo de trabalhar. Mas afinal, o que é Business Intelligence?

As mudanças tecnológicas transformaram a nossa maneira de se comunicar, de se relacionar e até mesmo de trabalhar. Com um mercado competitivo e exigente, as empresas devem se preparar para grandes concorrências. Nesse sentido, o BI é a maneira mais eficaz de otimizar as ações e encontrar possíveis fragilidades. Mas afinal, o que é Business Intelligence e qual a sua importância para os negócios?

De modo geral, as empresas buscam diversas formas para tornar a tomada de decisões mais assertiva e, para isso, são necessários dados e informações concisas. E é exatamente aqui que o Business Intelligence entra em ação.

Em outras palavras, otimizar e modernizar os processos do negócio é fundamental para manter o negócio competitivo e em constante crescimento. Os avanços tecnológicos promoveu muitas mudanças e e já permite fazer previsões orçamentárias mais realistas, mudar estratégias de produtos, aumentar o ticket médio e a recorrência de vendas com base nos indicadores da empresa.

Além disso, a utilização de informação para encaminhar uma estratégia corporativa é uma prática que deve sempre estar presente na gestão das empresas.

Pensando nisso, a Uninassau separou algumas informações importantes para você compreender o que é Business Intelligence, como ele funciona e quais são os seus benefícios para o negócio.

O Centro Universitário Maurício de Nassau, mais conhecido por Uninassau, é uma instituição privada com mais de 23 unidades e que oferece o que há de melhor em diversos cursos superiores. Conheça nossa estrutura e faça já a sua matrícula!

O que é Business Intelligence?

O Business Intelligence (também conhecido como Inteligência de Negócios ou BI) auxilia as empresas nos processos de tomada de decisão, por meio da coleta, análise e visualização de dados e históricos empresariais.

Além disso, a Inteligência de Negócios abrange tecnologias, como aplicativos, infraestrutura de dados e redes, além de ferramentas que permitem o acesso a informações que otimizam o desempenho e as decisões da alta direção.

Assim, o BI faz parte do que conhecemos como transformação digital, que consiste em utilizar a tecnologia e suas tendências a favor dos negócios, seja por meio de estratégias online ou por meio de tomadas decisões assertivas com base em dados históricos.

Por isso, ele é essencial para a criação de estratégias de negócio, planejamentos e planos de ação, fazendo com que as decisões tomem forma e também para validar estratégias, podendo indicar ajustes para que as metas sejam alcançadas.

Como o Business Intelligence funciona?

Depois de saber o que é Business Intelligence, vamos explicar como ele funciona na prática dos negócios.

Antes de tudo, é importante lembrar que a informação isolada não gera nenhum valor ou resultado para as empresas.

Por isso, existe a coleta e análise desses dados dentro de um contexto, criando pontos de vista e aplicações práticas para a informação em questão, fazendo com que ela possua valor estratégico para os negócios e seus segmentos.

Sabendo o que é Business Intelligence, vamos falar sobre as suas fases, sendo elas a coleta de dados, análise de tendências e inconsistências, monitoramento e por fim, a tomada de decisão.

Coleta de dados

A primeira fase do BI consiste na coleta de dados, onde são definidos quais são os indicadores importantes para empresa e para as estratégias, dependendo do objetivo organizacional.

Sendo assim, podemos citar como exemplo de dados o volume e o resultado dos investimentos, vendas, lucros, custos de produção, dentre tantos outros. Cada negócio deve ter uma relação própria de KPIs, indicadores prioritários para medir a evolução das ações.

Vamos utilizar um exemplo prático para te ajudar a compreender melhor. Digamos que você percebeu que os seus canais de comunicação com os seus clientes estão com algum problema, mas ainda não identificou qual é.

Sendo assim, a sua coleta de dados será nas ferramentas de interação com os seus clientes, seja por meio de redes sociais, seja pela ações no mundo físico ou na aplicação de pesquisas de satisfação.

A partir desses dados coletados, é necessário fazer uma investigação estratégica para descobrir a causa da elevação das reclamações ou mesmo as razões pelas quais elas reduziram drasticamente.

Com base nesse estudo, será possível fazer ações mais assertivas.

Análise de dados

Coletados os dados, é necessário realizar a análise do que foi identificado e definir os parâmetros para começar uma mudança.

Sendo assim, podemos compreender que o principal conceito sobre o que é Business Intelligence é a ação embasada em dados concretos. Ou seja, não tem espaço para achismos.

A partir daqui ocorre a ação para a mudança efetiva, seja por meio de relatórios, gráficos ou qualquer que seja o método para organizar os dados e facilitar a sua compreensão.

Inclusive, muitas empresas organizam estas informações em dashboards e usam ferramentas como Metabase, Datastudio ou Power BI, que são uma espécie de painel interativo onde as informações são disponibilizadas para consultas, e claro, atualizações.

Pois para que uma informação seja realmente válida, é necessário que ela esteja atualizada e condizente com a realidade.

Compartilhamento dos dados

Como dito no tópico anterior, é essencial que as informações sejam compartilhadas com os setores interessados para que as decisões sejam de conhecimento dos gestores do negócio.

Por isso, eles devem estar disponíveis para estes setores, tanto para os gerentes e líderes quanto para os colaboradores responsáveis pelas ações e rotinas diárias, que são as pessoas que fazem com que as estratégias aconteçam.

Inclusive, será por meio deste acesso que os profissionais poderão avaliar rapidamente se as novas ações deram efeito ou não.

Monitoramento

Por fim, temos a fase de monitoramento, que consiste na atualização dos resultados e insights trazidos pelas informações tratadas.

Nesta etapa, após as decisões tomadas, é necessário acompanhar se a estratégia teve o resultado esperado ou se terá que promover novas mudanças.

Sendo assim, busque novos dados pertinentes à sua empresa e não esqueça de monitorar a movimentação do mercado, acompanhar as suas tendências e necessidades do público-alvo do negócio.

Aliás, aqui vale uma atenção. O profissional de BI deve sempre estar atento para o que ocorre além das fronteiras da empresa, pois a sazonalidade e fatores externos podem interferir no dia a dia do negócio, impactando-o, sem que haja um problema na operação. Ele precisa saber identificar esses fatores e informar a gestão.

Benefícios de tomar decisões com base em dados

Partindo do conceito do que é Business Intelligence, vamos falar sobre as vantagens da sua aplicação nas empresas. De modo geral, o BI proporciona:

  • Rapidez na análise de informações e tomada de decisões;
  • Maior compreensão dos comportamentos e necessidades do cliente;
  • Histórico e tendências da sua empresa;
  • Acompanhamento preciso das mais diversas áreas, sejam elas marketing, vendas, RH ou processos internos;
  • Possibilidade de antever problemas.

Espero que tenha compreendido o que é Business Intelligence e como aplicar essa metodologia prática em seus negócios. Aqui na Uninassau, você encontra várias opções de cursos de graduação presenciais e online. Veja as turmas abertas e matricule-se já!

Se você gostou deste post, siga-nos no Facebook e Instagram, onde postamos outros conteúdos interessantes e informações sobre nossa agenda de cursos.

Leia também nosso post completo sobre como fazer um currículo perfeito!

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email e participe da comunidade